RECOMENDAÇÕES DE USO

Prologa a vida das tuas Speedsix efetuando uma manutenção anual e dedicando lhes somente 2 minutos antes de cada volta

Deves ter em conta somente estes 5 pontos.

1.- Muito cuidado com temperaturas altas.

Durante os meses de junho a setembro, temporada em que as temperaturas são mais altas no nosso país, é quando temos cerca de 80% das incidências de todo o ano. São praticamente todas evitáveis.

Se combinarmos temperaturas a partir dos 25º graus, pressões excessivas dos pneumáticos (8-9-10 bares), travagem continua em descida e inclusive pastilhas de travão gastas ou cristalizadas, pode se alcançar temperaturas de mais de 220º graus centígrados. Esta combinação de fatores pode provocar uma perda nas qualidades das resinas e afetar o comportamento do carbono.

Não existe ainda no mercado, nenhuma roda que suporte mais de 160º graus. Quando se ultrapassam estas temperaturas o carbono deforma se, perdendo assim as suas qualidades. Seguindo os pontos que te vamos mencionar podes evitar dissabores.

 

2.- Pastilhas de travão e como utilizar (somente para travão de pista de travagem)

– Utiliza sempre pastilhas de travão Speedsix.

– Os recortes nas pastilhas indicam se devemos trocar as mesmas de imediato ou fazer mais uns quilómetros. Toma atenção para que a pastilha atue exatamente no centro da pista de travagem das tuas Speedsix.

– Nas pastilhas de travão aderem sujidades, partículas metálicas, etc… Para o combater, deves passar uma lixa na pastilha para retirar a pelicula contaminada. Eliminas as impurezas e evitas a cristalização das mesmas, provocado pelo calor gerado em travagem.

Utilização. Ter em conta travar firmemente e com pausas. É muito melhor aplicar os travões com segurança e durante intervalos curtos, do que manter em uso constante de modo ligeiro. Igualmente importante alternar entre travar na frente e na traseira.

3.- Pressões adequadas do pneu ou tubular (tanto para travão de pastilha como para disco)

-Estamos habituados a levar os pneumáticos demasiados cheios e com pressões, em estrada, de 9/10 e 11 bares. Deves romper com este mito, uma vez que nada beneficia a condução nem te permite aproveitar a 100% o rendimento que te podem proporcionar as tuas Speedsix.

-A pressão adequada, calcula se sabendo a largura real do pneumático cheio, uma vez que, dependendo do aro a forma e largura final varia.

-Dependendo da marca do pneumático e as suas dimensões reais, aplicaremos a pressão indicada na tabela. Por exemplo, a medida do modelo Continental “Grand Prix” é 700×25. Se o medirmos quando está com pressão, verificamos que a medida real é 700×27,5.

4.- Manutenção mínima anual ou a cada 5.000km (para travão de pastilha ou de disco).

Para conseguir alcançar o máximo rendimento das tuas Speedsix e puderes evoluir como ciclista, é imprescindível realizar uma manutenção preventiva mínima. Efetuar a manutenção correspondente vai permitir teres um produto sem problemas e sempre preparado para competir ao mais alto nível.

Para alargar a vida das tuas Speedsix e usa-las ao máximo durante os proximos5-6 anos, aconselhamos realizar a seguinte manutenção básica e rápida:

1.- Revisão de tensões entre raios do mesmo lado, comprovando que não existe uma tensão entre eles superior a 50 newtons.

2.- Posteriormente, comprovar com a ajuda de um técnico, o alinhamento completo da roda. Não deve existir um desvio lateral ou longitudinal superior a 0,3 mm.

3.-É básico a limpeza e lubrificação do corpo do cubo, incluindo os rolamentos. A massa a aplicar deverá ser de lítio de graduação “0”. Comprovar também o cepo e a lubrificação correta dos rolamentos.

5.-Como calcular a pressão correta a utilizar.

Que fatores se devem ter em conta para calcular a pressão dos pneumáticos?

1.- O peso do ciclista vestido, mais a bicicleta e acessórios.

2.- Largura interna das tuas Speedsix e largura real dos pneumáticos já cheios.

3.- Temperatura ambiente no momento da prática do evento.

4.- Tipo de terreno sobre o qual vamos pedalar.

 

Pneu: Se você usar uma câmera interna – Tubeless: sem câmara interna, com líquido tubeless
A largura real do pneu pode ser maior do que a especificada pelo fabricante.
* Peso ciclista+ bicicleta + equipamento
* Peso ciclista+ bicicleta + equipamento
* Peso ciclista+ bicicleta + equipamento